A equipe de Minneapolis anuncia extensão contratual com a brasileira, Damiris Dantas, para dois anos.

Na tarde dessa quinta-feira (10), a  gerente-geral e treinadora do Minnesota Lynx, Cheryl Reeve, anunciou a extensão contratual da brasileira Damiris Dantas. Agente livre ao final desta temporada, a ala-pivô assinou por mais dois anos.

Damiris tem sido uma parte importante da cultura Lynx desde que ela se tornou um membro da nossa organização em 2014”, iniciou Reeve. “Ela fez grandes avanços como jogadora nos últimos anos e continuará sendo um elemento importante em nosso caminho adiante”, afirma Cheryl Reeve.

Damiris Dantas, de 27 anos, foi escolhida pelo Minnesota Lynx na primeira rodada (12º geral) do Draft 2012 da WNBA. Na época, optou por não jogar  sem antes defender a Seleção Brasileira nas Olimpíadas de Londres. Mas dois anos depois, ela foi ao Lynx, onde ficou por uma temporada.

Já conhece o canal do Área Restritiva no Youtube? Clique e se inscreva

No ano de 2015, foi negociada com o Atlanta Dream, como parte de um acordo de três times que viu o Lynx adquirir a pivô Sylvia Fowles de Chicago Sky. Em 2019, retornou ao Lynx para disputar sua 5°temporada na liga norte-americana. 

De acordo com a política da equipe, os termos do acordo não foram divulgados. Segundo o repórter Howard Megdal, do The Next Hoops, Damiris vai receber pelo acordo, um salário de US$ 126 mil, em 2021, e US$ 129.790 mil, em 2022.

Convertendo para o Real, a brasileira vai ganhar cerca de R$ 670 mil no primeiro ano do novo contrato e mais R$ 686 mil no segundo. Os valores estão de acordo com o novo Collective Bargaining Agreement (CBA), o compromisso financeiro entre a associação de atletas e a WNBA.

Em constante evolução, a camisa 12  tem sido uma peça fundamental do sucesso da equipe nesta temporada. O Lynx encontra-se na quarta colocação com 13 vitórias e sete derrotas e já classificado para os playoffs

+Quer ler mais sobre a ‘W’? A cobertura completa da WNBA você lê no Área.

Damiris Dantas tem uma média de 12,8 pontos, 6.0 rebotes e 2.4 assistências por jogo, em cerca de 26,3 minutos em quadra. A ala-pivô tem 43% de aproveitamento em bolas de três e 46,5% dos arremessos em quadra.

Um destaque versátil da equipe, Damiris foi a cestinha do Minnesota Lynx nos últimos três jogos da WNBA Bubble, com média de 21,3 pontos e aproveitamento de 57,7% nos arremessos de quadra.

O Área Restritiva está no YouTube, conheça o nosso canae se inscreva.

Já imaginou um grupo para discutir Basquete como se estivesse em um bar? Conheça o Bar do Área!

Fique por dentro do que está acontecendo no Área em nossas redes sociais; marcamos presença no FacebookInstagram e no Twitter. Ah! Também estamos no Catarse, aqui você conhece todo o projeto do Área Restritiva

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.