Foi um dia e tanto para o Paschoalotto/Bauru. Diante de um Ginásio Panela de Pressão lotado e literalmente fervendo, os atuais campeões sul-americanos mostraram porque são considerados uma das maiores potências do basquete brasileiro e do continente e levou a melhor sobre o atual campeão da Liga das Américas, Flamengo, pelo placar de 92 a 84, e de quebra ainda foram premiados.

Por ter vencido os dois jogos contra o Flamengo na fase de classificação do NBB 7, o time bauruense foi premiado com o troféu da primeira edição da Copa dos Campeões das Américas, premiação criada pela Liga Nacional de Basquete-LNB, para coroar o ganhador dos duelos entre os atuais campeões das competições continentais.

Em homenagem Cláudio Mortari, a Liga Nacional de Basquete decidiu nomear o troféu Copa de “Troféu Cláudio Mortari”, que foi entregue pelo próprio Mortari a Alex Garcia, destaque do Bauru nas duas partidas diante do clube rubro-negro. Ex-treinador e atual supervisor técnico do Pinheiros/SKY, Cláudio foi o técnico do histórico título mundial do E.C Sírio em 1979 e também comandou a Seleção Brasileira nos Jogos Olímpicos de Moscou (RUS) em 1980.

Para sair de quadra com a vitória, com a liderança do NBB 7 mantida e com o troféu da Copa dos Campeões das Américas, o Bauru contou com mais uma grande atuação coletiva de seu poderoso elenco e teve quatro jogadores registrando 15 pontos ou mais pontos. O destaque ficou por conta do ala Alex Garcia, que anotou 21 pontos e sete rebotes, totalizando 24 de eficiência.

Quem também se sobressaiu pelo lado bauruense foi o armador Ricardo Fischer, responsável por 17 pontos e três assistências, o pivô Murilo Becker, que saiu do banco e teve atuação quase perfeita, terminando a partida com 16 pontos em 19 tentados, além de nove rebotes, e do ala/pivô Jefferson, que ao marcar 15 pontos, se tornou o 11º jogador na história do NBB a ultrapassar a marca dos 3.000 pontos.

“Sabíamos que seria um jogo dificílimo, mas a garra e determinação que mostramos não só hoje, mas em todo o campeonato, toda a temporada, tem sido predominante. Está todo mundo de parabéns pelo basquete que apresentamos hoje. Fomos melhores que o Flamengo hoje e merecemos essa vitória”, comentou o bauruense Murilo, que totalizou 23 de eficiência.

Pelo lado do Flamengo, que conheceu sua sexta derrota na atual temporada do NBB e agora caiu para a quarta posição, com campanha de 11 triunfos em 17 jogos, o destaque ficou por conta do pivô norte-americano Jerome Meyinsse, que errou somente um arremesso durante o jogo inteiro e deixou a quadra com 21 pontos em 23 arremessados, além de ter apanhado mais nove rebotes.

 

Limeira e Franca vencem em casa

Fotos: JB Anthero/Divulgação
Fotos: JB Anthero/Divulgação

Winner/Limeira voltou a vencer na temporada 2014/2015 do NBB. Dono de grande campanha ao lado de seu torcedor na temporada, a equipe do técnico Dedé Barbosa manteve o bom retrospecto como mandante e superou a Liga Sorocabana, nesta sexta-feira, no Ginásio “Vô” Lucato, em Limeira-SP, por 85 a 73, em duelo válido pela 19ª rodada da sétima edição do maior campeonato de basquete no país.

Um dos fatores principais da vitória limeirense foram os inícios do primeiro e terceiro quartos, quando a equipe começou o duelo com oito pontos seguidos e o voltou do intervalo emplacando 10 a 0 sobre o rival sorocabano. Os destaques individuais ficaram por conta do ala/armador norte-americano David Jackson, que deixou a quadra com 18 pontos e seis assistências, e o armador Nezinho, que voltou de lesão e também anotou 18 tentos no duelo.

 

Fotos: Newton Nogueira/Divulgação
Fotos: Newton Nogueira/Divulgação

Também no interior do Estado de São Paulo, o Franca Basquete dominou o primeiro tempo, mas deixou escapar uma diferença que chegou a ser de 24 pontos e levou um sufoco no final, mas venceu o Macaé Basquete, em casa, no Ginásio Pedrocão, pelo placar de 74 a 66.

Para vencerem, os francanos contaram com grande participação sua dupla do garrafão formada pelo pivô André Coimbra, que anotou 20 pontos em 25 tentados, sendo 18 deles no primeiro tempo, e do jovem ala/pivô Lucas Mariano, autor de 18 pontos e sete rebotes. Pelo lado do Macaé, os maiores pontuadores foram Jamaal e Eddy, com 14 e 12 pontos, respectivamente.

 

É isso!

Comentem e Compartilhem!
Até+

Diego Silver

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.